As estratégias de evangelismo de Jesus – Parte 2

 

Um padrão de excelência e eficácia

No livro “Plano Mestre de Evangelismo”, o escritor Robert Coleman fala sobre as estratégias de evangelismo que Jesus usou para alcançar seu grande objetivo: redimir o mundo para Deus.

Hoje vamos refletir sobre a importância de conhecermos estes princípios deixados por Jesus.

Primeiro a função, depois o formato

É necessário elaborar uma estratégia inteligente de ações
contínuas que contemplem o objetivo mais amplo do trabalho de evangelização.
É preciso que saibamos de que modo um determinado curso de ação se encaixa no plano geral de Deus para nossa vida. Só este senso de missão pode mobilizar nossas almas.

Um Estudo sobre Princípios

Precisamos “identificar os mesmos princípios que determinavam
as ações do Mestre, na esperança de que nosso trabalho siga
o mesmo padrão de excelência e eficácia.

Nosso Plano de Estudo

É importante consultar o Novo Testamento.
Os evangelhos foram escritos principalmente
para nos mostrar que Cristo é o Filho de Deus e que, pela
fé, temos vida em seu nome (João 20:31).

As testemunhas responsáveis pela redação dos livros não apenas viram a verdade — foram TRANSFORMADAS por ela.

A intenção dos escritores dos Evangelhos é
a de nos ensinar como seguir o exemplo de Cristo a partir desses
eventos cuidadosamente selecionados e registrados em absoluta
integridade, sob a inspiração do Espírito Santo.

É por isso que os
relatos sobre Jesus nas Escrituras Sagradas constituem
nosso melhor, único e inequívoco manual de evangelismo.

(Extraído do livro “O Plano Mestre de Evangelismo”, de Robert Coleman, páginas 10 a 12, Ed. Mundo Cristão)

As estratégias de evangelismo de Jesus – Parte 2
Classificado como:            

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *